Columbofilia – Parte I

Tempo de leitura: 5 minutos

Saiba como selecionar  pombos para a criação e a maneira correta de cuidar destas aves.

Columbofilia Parte I.

 

Columbofilia é o ato de criar e treinar pombos, geralmente pombos para competições desportivas. Existem técnicas e condições próprias para que estas aves possam ser criadas e treinadas adequadamente. Neste material você vai tomar conhecimento de como escolher estas aves e como cuidar delas.

Lembre-se de que se é isto mesmo que pretende fazer terá que ter tempo e disponibilidade suficientes para acompanhar estes pombos, desde pequenos até a fase adulta quando já estiverem competindo. Aves de alta performance costumam ser comercializadas com valores altos.

Mas para chegar neste ponto há um longo caminho a ser percorrido. O primeiro de tudo é selecionar e saber como cuidar bem destes animais. Assim, tome nota de todos os detalhes abaixo e se necessário ainda busque auxílio de outros treinadores já mais experientes.

 

🐦 🐦 🐦

 

Columbofilia – selecionando e cuidando dos pombos em 5 etapas

 

1ª Etapa: programe-se financeiramente

Pode não parecer, mas você precisará sim estimar o quanto pretende gastar para iniciar o processo de criação e treinamento destas aves. Isto porque a estrutura que terá que ser providenciada tem custos muitas vezes elevados, além do custo das próprias aves.

Quantificar e decidir quantas aves você vai adquirir logo de inicio, qual espécie, quais irão cruzar e gerar novos pombinhos e quais especificamente serão colocados nos processos de treinamento, além dos custos com o pombal, alimentação, etc.

 

2ª Etapa: a casa dos Pombos

Você precisará providenciar também um viveiro adequado e/ou um pombal. Obviamente, isto terá que ser providenciado antes mesmo que as aves cheguem. Avalie quanto de espaço tem disponível e compare com a quantidade de aves que pretende ter.

Lembre-se que este pombal precisa ser suficientemente confortável para os pombos. Só para você ter uma base, a cada dois pombos (um casal), você precisa de aproximadamente 20 a 30 cm³ de espaço livre. Agora é só fazer a conta.

Você precisará também proteger estas aves de possíveis predadores como gatos e outros pássaros maiores, principalmente quando os pombinhos ainda forem filhotes e indefesos.

Outro ponto importante: pombais de aves de competição devem ter uma estrutura que evite que os pombos permaneçam por muito tempo no telhado (estes devem ser planos, por exemplo). Isto é muito importante, principalmente no momento de treiná-las.

 

3ª Etapa: adquirindo suas aves

É preciso ficar atento ao fornecedor dos seus pombos. Existem muitas pessoas que comercializam estas aves de forma ilegal e, nestes casos, além dos riscos previstos em lei, você pode pegar aves doentes ou com alguma anomalia irreversível e, neste caso, perderá a ave e o seu dinheiro.

Procure criadores confiáveis, que sejam devidamente registrados e que tenham autorização dos órgãos fiscalizadores adequados. Não se entusiasme com ofertas mirabolantes. Se tiver problemas com isto, procure um clube de criadores próximo de você e se oriente.

Lembre-se que você vai adquirir estes pombos ainda filhotes. A maioria dos criadores colocam selos nestas aves especificando raça, porte, preço e todos os dados necessários para a sua tranquilidade e podem lhe orientar também a respeito.

 

4ª Etapa: adequando seus pombos à nova casa

Esta etapa é muito importante também. Estes filhotes estavam aquecidos e pré-instalados em outro local, em outro pombal e se você já tinha um pombal, não poderá colocar estes pombinhos diretamente com os demais.

Terá que mantê-los em separado por algumas semanas. Os pombos filhotes ficam no ninho o tempo todo e só saem deste já quando possuem praticamente o mesmo tamanho que os mais velhos.

Mas, se for sua primeira aquisição, não tem problemas… Coloque-os diretamente na nova casinha que deve estar já devidamente preparada para recebê-los.

 

5ª Etapa: tratando adequadamente de seus pombos

Cuidar de aves deste porte, com um objetivo específico que é o de competição, por exemplo, requer tempo e muita atenção. Não basta alimentá-las pura e simplesmente. Você precisa ficar atento à higiene do lugar, das vasilhas que contém água e comida bem como no chão dos pombais.

Esta limpeza é diária, sempre, afinal são pombos especiais e de alta performance. Fora a alimentação e água, você precisará nutrir adequadamente estas aves, com acréscimo de vitaminas, minerais e nutrientes que as fortifiquem e que evite que adoeçam, por exemplo.

Pombos que irão gerar novas aves, os chamados “pombos de procriação”, precisam de mais proteínas que os demais, para gerarem aves sadias e também de alto desempenho. Já os de competição, precisarão de energia de sobra, que você consegue suprir e repor com o acréscimo de gorduras e de carboidratos principalmente.

Geralmente as lojas especializadas em vender rações, vitaminas, etc., podem lhe fornecer orientações quanto a quantidades e formas de administrar estes suplementes de forma adequada. Depois que pegar o jeito, tudo ficará bem mais fácil.

 

🐦 🐦 🐦

 

Como espantar pombos e pardais

Então, você tem problemas com pombos e outras aves? Se você reside em grandes centros urbanos, por exemplo, é muito provável que não queira nem ouvir falar em pombais ou em como criar pombos e sim em como se livrar deles.

Os chamados “pombos-urbanos” podem mesmo incomodar e, pior, podem transmitir doenças aos seres humanos. Alojam-se em muros, telhados, parapeitos, calhas e em todo e qualquer canto que se sintam seguros e que encontrem alimento e livrar-se deles pode não ser tão fácil assim.

Quer uma dica? Procure logo a ajuda de um profissional. Nós temos uma equipe especializada e treinada para avaliar o seu problema com pombos e/ou outras aves e lhe propor a melhor solução. Não arrisque, envie-nos um e-mail logo e receba todas as orientações necessárias.

 

🐦 🐦 🐦

 

Aproveite e siga o link abaixo para aprender mais sobre a vida destes pombos e entender a 2ª parte da Columbofilia.