Como Os Pombos-correios Sabem Aonde Levar Suas Mensagens?

Tempo de leitura: 5 minutos

Será que os pombos-correios agem por instinto? Neste guia você vai entender como eles conseguem levar e trazer as mensagens.

 

Você já parou para pensar como os pombos agiam antigamente ao levar e trazer as mensagens? Como os pombos-correios entregavam estas, afinal? Será que erravam o destino e pousavam em quintal alheio? Parece curioso e talvez esteja se perguntando: Como espantar pombos do seu quintal? Parece complexo, mas, não acontecia assim.

Saiba que eles não agiam espontaneamente, como muita gente pensa. Os pombos são aves migratórias, e isto é um sentido natural destas aves, que se orientam através do próprio campo magnético da Terra, o que faz muito sentido, afinal, conseguiam ir e vir, levando suas mensagens, sem problemas.

Raramente estes pombos-correio falhavam com suas obrigações. Enquanto uns se preocupavam apenas em saber como espantar pombos do telhado, outros simplesmente utilizam mecanismos naturais destas brilhantes aves para conseguirem se comunicar em longas distâncias. A prática era bastante comum.

 

🐦🐦 🐦

 

Como o pombo-correio levava sua mensagem?

O processo é mais simples do que você possa imaginar. Baseia-se em fazer a ave voltar ao seu ponto de origem. Para tanto, ela era retirada do seu ponto original, o de partida, de onde saberia facilmente retornar, pois era a sua casa original. É um simples mecanismo adaptativo.

Simples para nós, mas pensando nas aves, é bastante complexo. Os pombos não são aves nômades e ao contrário do muitas pessoas pensam, elas possuem uma moradia fixa. Além disso, são aves monogâmicas, o que intensificava ainda mais o retorno para o ponto de origem, para o seu bando. A comunicação era baseada neste princípio: ponto de origem e de partida. Ficou claro o entendimento?

Nas navegações marítimas, principalmente do século XVI, estas aves eram utilizadas com frequência. Saiam nas embarcações, deixando muitas vezes suas parceiras em um local fixo, até com um ninho. As mensagens eram enviadas através deste mecanismo, ou seja, ao serem libertadas, migravam/retornavam para o ponto de partida.

Seu direcionamento era sempre baseado, como já dito, no campo magnético da Terra, o que é um mecanismo natural da ave. Além disso, sabiam que encontrariam um “porto seguro” e por isto sempre voltavam, afinal, iriam encontrar abrigo, proteção, alimento e os outros membros de seu bando.

Não só no século XVI, mas também no século XX, mais exatamente na Primeira e na Segunda Grande Guerra, estas aves ainda foram utilizadas em larga escala. Com certeza, muitos militares de espionagem não imaginavam no começo que comunicações secretas podiam estar sendo feitas através de pombos.

Provavelmente se soubessem, iriam pensar logo em como espantar pombos definitivamente para brecar estas comunicações. Mas tiveram mesmo que fazer esta pergunta: como fazer para espantar pombos? Ou mesmo como interceptá-los em sua trajetória?

Espantar os pomboscorreio passou a ser um grande desafio na época. Hoje, também pensamos muito em como espantar pombos no forro, como espantar os pombos do telhado, como espantar pombos da minha janela, etc., mas os motivos são bem diferentes.

 

🐦 🐦 🐦

 

Todos os pombos são iguais?

Os chamados pombos-correio em nada se parecem com os pombos que conhecemos hoje. Eles pertencem à uma raça diferente dos conhecidos “pombos comuns” ou “pombos urbanos”, estes que vemos nas ruas e que, algumas vezes, nos faz perguntar a nós mesmos de “como espantar pombos para sempre”.

O porte do pombo-correio é maior e possui uma carúncula bem mais acentuada na base do bico, diferente dos demais pombos. Outro ponto crucial é que, com esta envergadura, o pombo-correio consegue voar grandes distâncias sem a necessidade de pousar.

Isto quer dizer que se pegássemos qualquer pombo comum e o tirássemos de seu habitat, levando-o para um local desconhecido, é bem provável que ele retornasse ao local de partida, mas existe uma limitação de distância para este pombo, limitação esta que o pombo-correio não tem.

Geralmente, os pombos comuns, conseguem voar muito bem em uma distância de até 15Km. Voar 50Km ou mais, é coisa para pombo-correio mesmo e os pombos comuns provavelmente necessitariam pousar para descansar e, provavelmente ainda, perderiam o rumo.

Pode não parecer, mas apesar de muitas pessoas hoje em dia, principalmente em grandes metrópoles, estarem preocupadas em como espantar pombos do ninho, como espantar pombos da lavoura, como espantar pombos da igreja e, enfim, como espantá-los, outras ainda utilizam estas aves para comunicar-se. Isso mesmo!

Muito recentemente, o próprio exército da Rússia possuía um departamento exclusivo para pombos-correio. Na Europa, a Inglaterra também mantinha um hospital que utilizava estas aves para levar amostras para os laboratórios, pois tratava-se de um transporte extremamente rápido, diante do trânsito da cidade.

Deste modo, é fácil perceber a confiabilidade depositada nos pombos-correio, tanto nos de antigamente, quanto os de hoje também. Está preocupado em saber o que fazer para espantar pombos da janela? Pois saiba então que tem muita gente no mundo querendo é ter muitos pombos perto de suas janelas e prédios.

Claro que as aves são de espécies diferentes e uma praticamente em nada têm a ver com a outra, mas é interessante perceber os mecanismos naturais e específicos dos pombos, independentemente da espécie.

Aqui você vai encontrar muitas informações, dicas relevantes e curiosidades sobre os pombos. Quem sabe não vai mudar qualquer ideia que tenha sobre essas aves.

 

🐦 🐦 🐦

 

Quer saber mais como o pombo-correio consegue utilizar o campo magnético da Terra?  Acompanhe o artigo e descubra como.

Você gostou dessas informações? Compartilha com outras pessoas, pode ser interessante para elas também.